sábado, 10 de março de 2012

Só a mim.

Hoje comi muito chocolate. Tirei a barriga de misérias. Mas exagerei tanto, tanto, tanto ou tão pouco que me senti mal disposta para valer. E depois para compensar, enervei-me com uma situação, digamos que, caricata, no mínimo. Fui fazer a caminhada, que adoro fazer, pelo campo. Nuns viveiros abandonados no meio da serra, estava um carro despistado na ribanceira. Entrei em pânico, não levava telemovel comigo e subi a ribanceira até acima de novo a correr e a tremer toda. Fui pedir ajuda às pessoas da aldeia. Corremos para lá, não estava lá ninguém, felizmente. Deve ter sido algum bêbado que se despistou, mas lá se safou e saiu do carro a tempo. Depois, entretanto, chegou o reboque, ou seja, ele deve ter saído mesmo de lá e chamado o reboque.

Fiz o caminho todo para casa, mal disposta, tremia por todos os lados, comecei a sentir-me tão nervosa que me subiu a tensão, adormeceu-me o rosto e fiquei num estado que nem queiram saber. Queria vomitar e, como sempre, não consegui. Chorei tanto. Enfim, já passou. E ficou tudo bem. 

às vezes não sou a menina-forte que queria ser.

1 comentário:

  1. não tens q ser sempre forte!!! Isso só mostra que és humana, e desculpa lá, ser humano é o melhor! :)

    beijinhos e melhores para este domingo!

    não foi nada, isso é q interessa!

    ResponderEliminar