quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Casa - os problemas

Hoje sinto-me cansada, triste, aborrecida. Correria. Qual a probabilidade de eu morar numa casa onde existem pilhas de lixo? Qual a probabilidade de eu trazer a minha loiça e ma usarem? Qual é a probabilidade de estar tudo sujo? Qual a probabilidade de morarem cá pessoas impecáveis mas que sujam tudo? Qual a probabilidade de eu estar completamente aborrecida e farta desta porcaria e confusão toda? E limpar é utópico, Cheguei do trabalho, fui despejar, aproximadamente, uns 6 sacos do lixo. Não estou a brincar. Por agora, só arranjei isto. É verdade. O tempo que me sobra para ir procurar casa é quase nulo e já fui ver algumas, que conseguem ser, ainda piores. Moro com uma rapariga que conheço da minha terra e com mais 4, 5 pessoas, nem sei. E pronto a modos que é isto. Estou farta de porcaria e só me apetece chorar. Sou esquisita, tenho um feitio de metidinha à besta. Mas não consigo pá, não consigo!

4 comentários:

  1. Respira Mia. Conta até 10. Viver com pessoas que não conhecemos tem disto. Há os arrumadinhos e os outros. Eu confesso que sou um caos, por isso que na minha casa, no tempo de estudante, havia uma lista de tarefas e cada um era responsável pela sua quota de limpezas semanais. Eu, que vivo à vontadinha no meio da desordem, tinha sempre a minha parte limpa. Resulta e não tens que ser sempre tu a fazer o que os desleixados não querem ;)

    ResponderEliminar
  2. Pois, deve ser complicado. Já pensei muitas vezes que ia ter dificuldade em dividir casa com pessoas que não conheço. Eu sou desarrumada e desorganizada, mas também gosto de ter tudo limpo.

    ResponderEliminar
  3. Não deve ser nada fácil mesmo. Eu também estaria assim, acredita. Respira fundo. Tenta pensar numa solução.

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  4. Espero que tudo se resolva, enquanto isso...inspira...expira!

    ResponderEliminar