domingo, 4 de dezembro de 2011

A condução na minha vida

Adoro conduzir. Faz-me desanuviar da ralé do dia-a-dia. Lembrei-me de dissertar um pouco acerca deste tema porque hoje está um diazinho mais-ou-menos para mim. Levantei-me cedo, tomei o pequeno almoço e fui para o ginásio. À laia de me desculpar das asneiras alimentares que tenho andado a fazer. Os meus pensamentos não me dão descanso. Os problemas, a minha personalidade [que todos os dias tento entender] as revoltas escondidas e encaixotadas, por vezes, desempoeiram-se e fazem-se bem-vindas à minha vida. As mortes de quem amei. Principalmente. Os escombros das notícias que vemos todos os dias nos jornais.Quem somos nós e que missão temos? O meu estado de desemprego actual. O futuro, sempre o amanhã que se insurge. E eu atormento-me assim... Sou feliz, mas não sou 100% feliz. Tenho a minha história. Sou moldada pelos traços de alma que ela me fez criar em mim. E apesar de não viver presa ao ontem, faz parte do caminho que percorro e  que vou percorrer até ao final [feliz] da mesma.

Vou lanchar e vou conduzir. Uma volta de carro pela praia é capaz de ser, por agora, aquilo que mais quero.

3 comentários:

  1. A vida encarregou-se de te pregar umas partidinhas apenas para te fortalecer. Não tarda serás tão feliz como desejas e verás que apesar de muito doloroso, o facto de teres vivido tudo o que viveste te fez dar outro valor a essa felicidade. Passeia, conduz e inspira esse ar marítimo e vais ver que voltas como nova:) eu tenho essa mesma paixão.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tsuri - espero que contigo, também tudo se esteja a fortalecer de dia para dia. Muita força. Beijo

    Ana M - tu rapariga, tão magrinha e gira e só pensa em dietaaa, ai, ai!! Relaxa! serás uma médica linda, linda!!

    ResponderEliminar