sexta-feira, 25 de novembro de 2011

"O namorado"

Os meus amigos querem a todo o custo, 'arranjar-me um namorado'. E sim, isso é tudo uma questão de "arranjo". Acham estranho eu não me apaixonar, não ter dates, alguém especial, ou quiçá um pseudo qualquer coisa às escondidas. Isto faz-me borbulhas. Então e no continente vendem isso? Namorados? Ah, pensei. Na conversa das pessoas, um namorado é como um acessório, embeleza as pessoas e, se for a fazer pendant com a roupinha que trazemos, melhor ainda. Para mim o 'mais ou menos' não dá. Estou fria demais para perder tempo em 'coisa pouca' ou futilidade. Só se for o Amor. Só se for a sério. Arrebatador. Portanto amigos e amigas, conhecidos e conhecidas, por cá, gostamos do que é verdadeiro. Quando eu encontrar o meu Amor, vou com certeza dizer que valeu a pena, acreditar. Sei estar sozinha, em pequena sonhava com a felicidade e era marcada pela independência. Talvez seja daí. Talvez não esteja destinada a relações. Já tive um grande Amor. E tenho a consciência que isso é especial demais para ser confundido com acessórios.
Sou assim.

1 comentário:

  1. e quem fala assim não é gago :)

    bom fim de semana Mia, beijinhos!!

    ResponderEliminar