quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Ao cuidado do universo.



E eu aqui continuo, universo, à espera de um sinal. Um sinal de qual é o meu caminho.
É só me dizeres qual é. E eu percorro, sem hesitar. E luto, vou lutar para me manter nele.

1 comentário: